pt / en






A cidade e o território, como construções colectivas, são a primeira arena de conflito, entendido enquanto acção de forças de sentidos opostos que se traduz em dissenso. Esta condição, implícita à pluralidade do espaço democrático, dá forma à produção da arquitectura.

In Conflict responde directamente à pergunta How will we live together? – lançada por Hashim Sarkis, curador da Biennale Architettura 2020 –, aprendendo com processos, caracterizados pelo conflito, que questionam a problemática do habitar nas suas dimensões física e social.

A resiliência e a reflexão pública transformam estes processos vivos (ainda sob agitação) em aprendizagem, sublinhando a acção e poder políticos da arquitectura. Relembrando o relato de Portugal ensaiado no filme Non, ou a Vã Glória de Mandar por Manoel de Oliveira, propõe-se assim uma visão construída a partir de um conjunto de lutas, ainda por superar.


O Pavilhão de Portugal desafia o público através de dois momentos complementares – exposição e debate.

A exposição, presente no Palazzo Giustinian Lolin em Veneza, dá notícia da arquitectura portuguesa do arco temporal da democracia a partir de sete processos marcados por destruição material, deslocação social ou participação popular. Todos eles têm um lastro mediático amplificado pela imprensa – compreendida como barómetro da acção e do envolvimento públicos.

Estes processos são testemunhos de uma democracia que começou com um Portugal empobrecido, a braços com falências habitacionais profundas e agravadas pela urgência demográfica da descolonização. Hoje, passadas mais de quatro décadas em democracia, a realidade é ainda frágil, pautada pela persistência de bairros informais, por um crescimento especulado dos grandes centros urbanos e pela desertificação do interior do país.

A partir destes sete casos, chamam-se à discussão outros projectos com afinidades quanto à problemática, escala ou modos de acção, construindo-se um panorama alargado e transversal dos primeiros 45 anos de democracia nacional através do seu reflexo na arquitectura portuguesa.

In Conflict procura, através da exposição e dos debates, pensar o papel da arquitectura enquanto disciplina artística, pública, política e ética. Na impossibilidade de resolver todas as contingências, importa hoje pensar como criar lugares onde todos tenham lugar à mesa, na expectativa de cumprir o projecto de um futuro em comum.



Open Call 



Propostas Seleccionadas

Caring Assemblies: positions on a space-to-come
Organização:
Bartlebooth - Antonio Giráldez López & Pablo Ibáñez Ferrera

- Veneza

Struggle within Conflict

Organização:
Francisco Calheiros & Maria Cristina Trabulo
- Porto

Public Housing - No Silver Bullet
Organização:
Samuel de Brito Gonçalves 
- Lisboa

Instant City: emergency housing, refugee camps, forced mobility in a pandemic world
Organização:
Bernardo Amaral & Carlos Machado Moura
- Conferência Online

Debating Lisbon’s Future Housing
Organização:
Gennaro Giacalone, Margarida Leão & João Romão

- Conferência Online

Lines of Violence
Organização:
Patrícia Robalo

- Conferência Online





Equipa




Curadores
depA architects
Carlos Azevedo / João Crisóstomo / Luís Sobral


Curator Adjunto
Miguel Santos


Organização
Ministério da Cultura de Portugal
Graça Fonseca, Ministra da Cultura


Comissariado
Direção-Geral das Artes
Américo Rodrigues, Diretor-Geral


Produção Executiva e Comunicação
Catarina Correia / Costanza Ronchetti / Sofia Isidoro


Projecto Expositivo
depA architects
Miguel Santos / Pedro Miranda


Recolha e Selecção de Conteúdos
depA architects
Miguel Santos


Participantes
Alexandre Alves Costa / Alexandre Dias / Álvaro Siza / Ana Luísa Rodrigues / ArtériaAteliermobBarbas Lopes ArquitectosBruno Silvestre / Carlos Castanheira / Cerejeira Fontes architectsCharles CossementColectivo Wharehouse / Eduardo Coimbra de BritoEgas José Vieira  / Fernando Seabra-Santos / Francisco da Conceição Silva  Francisco PereiraFrederico EçaGil CardosoHabitar Porto / Inês Beleza de AzevedoJoão Archer de Carvalho  / João FigueiraJoão PernãoJoão Siopa Alves / José Barra  / José Gigante / José Lobo Almeida / José Miguel RodriguesJosé NevesJosé Santa Bárbara / José VelosoLaboratório de Habitação Básica (LAHB) / Luís Mendes / Luís Miguel Fareleira / Luís SprangerManuel Graça Dias + Egas Vieira Arquitectos / Manuel Nunes de Almeida / Manuel Teles / Margarida CarvalhoMaria Valemerooficina Nuno Valentim Paulo Moreira Pedro BandeiraPedro Brígida Rita DouradoRogério RamosSérgio Fernandez Tiago Baptista / Vítor Figueiredo

Coordenadores dos Eventos de Debate
Ana Jara
Anna PuigjanerAntónio Brito GuterresFernanda Fragateiro / Jorge CarvalhoMoisés Puente

Produção
depA architects

Filipa Magalhães
Margarida Leitão

Assistência à Produção
depA architects

Ângela Meireles
Carlos AzevedoFernando MirandaFrancisco Pinto / João CrisóstomoJoão FerreiraLuís Sobral  / Manuel VilaçaMariana Silva / Miguel SantosPedro Miranda

Gestão e Produção Local
João Lacerda Moreira


Certificação e Estudo de Viabilidade
VERLATO+ZORDAN architetti associati


Plano de Segurança
Sicurtecno: Fabio Rocchesso


Vídeo
Sofia Augusto


Design Gráfico
Inês Nepomuceno
Mariana Marques

Tradução
Catarina Chase Aleixo

Kennis Translations, S.A.


Editores
depA architects


Coordenação Editorial
Magda Seifert

Pedro Baía


Editora
Circo de Ideias


Assessoria de Imprensa
depA architects

Filipa Magalhães

Circo de Ideias


Mecenas
Fundação Millennium BCP

AICEP Portugal Global


Patrocinadores
Panoramah!

CIN


Parceiros
Trienal de Arquitectura
de Lisboa
MIRA FORUM


Parceiro de Comunicação
Casa da Arquitectura


Apoio
Público
Osvaldo MatosAmorimExpresso / Direção-Geral do Património CulturalSistema de Informação para o Património Arquitectónico

Apoio à Divulgação
RTP - Rádio e Televisão de Portugal

Espaço de Arquitetura




Contactos

Pavilhão de Portugal
Palazzo Giustinian Lolin Fondazione Ugo e Olga Levi
San Marco 2893 I-30124 Veneza VE, Itália
(Próximo da Ponte Accademia)
Barco / ACCADEMIA Linhas: 1, 2 e N